Psiconlinews
Shares

Um pouco sobre a depressão

Shares

 

A depressão é, atualmente, uma das doenças mais incapacitantes e que mais afasta os funcionários do trabalho.

Há alguns anos já é considerada como doença, pois além de seus sintomas característicos, ainda ocasiona efeitos colaterais bastante sérios tanto do ponto de vista médico como social.
A Depressão já atinge pessoas no mundo todo. Já existem estudos que comprovam a existência entre crianças, adolescentes e idosos.
Dentre os principais sintomas estão:
* Apatia intensa;





* Desinteresse por coisas banais e rotineiras;
* Cansaço inexplicável;
* Alterações no sono (insônia ou sono intenso);
* Alterações de apetite e peso;
* Dores diversas e sem relação nenhuma (dor de barriga, dor de cabeça, dores musculares, etc);
* Diminuição da libido.
Demora para que a pessoa assuma que precisa de ajuda pois normalmente não entende de onde vem os sintomas, podem pensar que são pontuais e passageiros, até perceber que se tratam de sintomas da depressão. O incomodo causado é tão grande que a pessoa passa a se afastar do convívio com os demais. Primeiro para evitar a exposição, evitar demonstrar seus sintomas e suas fraquezas, segundo pelo próprio desinteresse que se instala, fazendo com que passe a não se interessar mais pelas pessoas, pelos relacionamentos com amigos e familiares. É como um ciclo alternando momentos bons e ruins, por isso a pessoa que é acometida pela doença não entende os sintomas.
O pior impacto talvez seja na vida profissional. O stress no ambiente de trabalho intensifica os sintomas já instalados da Depressão e gera novos desconfortos, tais como:





* Sensação de incompetência generalizada e inutilidade;
* Baixa autoestima;
* Baixa produtividade;
* Desmotivação;
* Insegurança e indecisão;
* Dificuldade de concentração e raciocínio mais lento;
* Esquecimentos constantes;
* Pensamentos negativos;
* Culpa sem sentido;
* Sensação de fracasso;
* Desejo de morte e, muitas vezes suicídio.
A partir do momento que a pessoa assume que está doente, o próximo passo é buscar o tratamento adequado. Atualmente, há diversas formas de tratar a Depressão, dentre elas o tratamento medicamentoso e psicoterápico, alguns já falam também sobre métodos alternativos e tudo isso em conjunto com a prática de exercícios físicos. Uma forma não anula a outra. A pessoa que se compromete e se dedica ao seu tratamento, consegue resultados mais efetivos e rápidos. Inclusive a participação da família é imprescindível nesse processo de cura. É o momento de se fazer presente e ajudar a pessoa a se reerguer.
O principal é que a pessoa mantenha sua força de vontade para sair desse quadro tão comum no mundo atual.

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on: