Psiconlinews
Shares

Estudo: A insônia crônica provoca enfermidades mortais

Shares
insônia
Insônia crônica aumenta o risco de morte e causa doenças incuráveis, de acordo com os resultados de um estudo realizado por uma equipe de investigação da Universidade do Arizona (EUA).




A insônia persistente com duração de mais de seis anos aumenta para 58% o risco de morte, disseram os cientistas da Universidade de Arizona, citados pelo ‘The Daily Mail’.
O estudo, que foi realizado ao longo de 40 anos, mostrou que as noites sem dormir também estão relacionadas com níveis mais elevados de infecção no sangue, causando doenças do coração, diabetes, obesidade, câncer, demência e depressão.
Os sintomas médicos de insônia são ficar acordado à noite ou acordar muito cedo. A insônia crônica significa uma interrupção do sono, pelo menos, três noites por semana, durante pelo menos três meses.
“Nós descobrimos que pessoas com insônia persistente estavam em maior risco de morrer de coração e pulmão, independente dos efeitos do tratamento com hipnose, a oportunidade para o sono (ao contrário de privação de sono), doenças do sexo, idade e outros fatores conhecidos “, disse o principal autor do estudo Sairam Parthasarathy.





Esta pesquisa é a primeira a descrever os efeitos nocivos da insônia na saúde física e mental. A investigação sueca já tinha demonstrado os danos causados pela privação de sono no cérebro ao encontrarem uma grande concentração de moléculas do cérebro, no sangue de voluntários que passaram uma noite inteira sem dormir.
Fonte: DailyMail traduzido e adaptado por Psiconlinews

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on: