Psiconlinews
Shares

Desordem de Personalidade Antissocial: Psicopata x Sociopata

Shares

65

O psicopata e o sociopata instigam a curiosidade de muitos, pois nos fazem pensar sobre seres que não respeitam regras, passam por cima de quem quer que seja e cometem crimes absurdos pelo simples prazer sádico de fazê-lo. Mas a coisa não é bem assim, existem psicopatas e sociopatas que conseguem se adequar razoavelmente às expectativas sociais. Você pode encontrar inclusive alguns psicopatas muitíssimo bem ajustados trabalhando como presidentes de empresa, executivos, advogados, médicos, ou qualquer outro tipo de profissão.





Tanto o psicopata quando o sociopata sofrem de Desordem de Personalidade Antissocial. Isso significa que eles não têm empatia pelas outras pessoas, não ligam — mesmo as vezes seguindo — para regras sociais e podem ser muito violentos sem sentir culpa ou remorso. Mas qual a diferença?

Psicopatas

Incidência: são apenas 1% da população

Comportamento: são aparentemente adequados ao que a sociedade espera e não levantam suspeita.

Personalidade:
 altamente manipuladores e sedutores

Trabalho:
 Conseguem, por suas características, ter uma boa carreira.

Relacionamentos:
 Não conseguem vincular-se emocionalmente aos outros

Crimes:
 quanto cometem crimes, calculam e planejam bem o que fazem, demoram para serem pegos

Causa:
 aparentemente, a causa da psicopatia é genética, apesar de muitos psicopatas terem histórico de abuso durante a infância

Sociopatas





Incidência: São 4% da população

Comportamento: são visivelmente antissociais e impulsivos, chamam atenção com suas atitudes.Sociopata

Personalidade:
 encantadores,  impulsivos e espontâneos.

Trabalho:
 Podem ter muita dificuldade em manter um emprego.

Relacionamentos:
 Conseguem manter vínculos com algumas poucas pessoas.

Crimes:
 como são impulsivos, têm dificuldade em disfarçar as pistas, podendo ser pegos com facilidade

Causa:
 esta mais relacionado ao ambiente. Muitos sociopatas foram crianças abandonadas e institucionalizadas, crescendo por exemplo em orfanatos.

About the Author Mariana Farinas

Psicóloga junguiana corporal e sexóloga.

follow me on: