Psiconlinews
Shares

5 mentiras que você deveria saber sobre o suicídio

Shares

Em decorrência do crescimento significativo do número de pessoas que apresentam tendência suicida, é importante enfatizar alguns aspectos que envolvem o suicídio, como a forma principal de prevenção. Nos últimos meses esse tema ganhou grande repercussão e recebeu atenção exclusiva por intermédio de uma série que se tornou muito famosa: ”13 Reasons why”, ou “Os treze porquês”.





A série original da Netflix, fora dirigida por atores renomados como Selena Gomez e causou muito impacto nos jovens e nos próprios pais. Dividida entre uma legião de fãs e uma grande parte de críticos, a história relatada no seriado engloba uma jovem adolescente que tira a própria vida em decorrência de inúmeros acontecimentos específicos, nos quais a mesma relata durante o desenrolar da história. Contudo, o lado obscuro da série, pouco compreendida pelos seus telespectadores, está na romantização do suicídio, fato este que camufla verdades relacionadas a esse tema que deviam ser enfatizados e analisados com muito cuidado.





Em vista disso, o artigo em questão irá desvendar as 5 mentiras sobre suicídio que todo mundo devia saber, principalmente os indivíduos que planejam tirar a própria vida. Através da visão de uma sobrevivente de suicídio, será possível compreender com precisão, quais são as verdadeiras consequências que esse ato gera na vida de quem tenta tirar a própria vida e de quem convive com um suicida em potencial. Espero que apreciem a leitura. Um grande abraço.

5 mentiras que você devia saber sobre o suicídio:

1. Ninguém irá sentir sua falta: Essa crença irracional é muito comum entre pessoas que planejam o suicídio. Só quem já passou por essa experiência pôde ver na face de cada familiar e amigos, todo o desespero e dor que um ser humano pode sentir quando o medo da perda surge. Por mais que você se sinta sozinho, e acredite firmemente que ninguém o ame, tenha certeza de que essa ilusão surge em decorrência da depressão e de todos os outros problemas que surgem devido a ela.





2. O suicídio causa traumas na vida do outro: Quando eu digo que causa traumas, refiro-me ao fato de que por um longo tempo o medo fica ali presente na vida das pessoas que convivem com um suicida em potencial. Se o indivíduo sobrevive a uma tentativa, a família e as pessoas mais próximas passam muitos meses, ou até anos, sempre aflitos e sofrem junto com o indivíduo, senão até mais que o mesmo.

3. Não tem como dar errado: Sim, o suicídio não tem eficácia em todas as suas ocorrências. Muitas pessoas acabam passando muito tempo sofrendo na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital e podem ter sequelas que mudarão a sua qualidade de vida significativamente.

4. Você resolverá seus problemas: Tirar a própria vida consiste numa ação desesperada para fugir dos problemas e das dores que a vida está causando, portanto, o alívio que você tanto procura nunca será encontrado, uma vez que depois da morte, você não irá sentir mais nada.

5. O objetivo não é acabar com a vida: A maioria dos indivíduos que planejam ou desejam morrer, simplesmente desconhecem o fato de que o verdadeiro objetivo por trás disso tudo consiste em acabar com a dor profunda que estão sentindo naquele momento. Para acabar com a dor, recomeçar e ser feliz, é preciso viver. O suicídio é apenas uma fuga que o impedirá de saber o que realmente é ser feliz.

Existem muitos outros aspectos que poderiam ser abordados neste artigo, entretanto esses são os mais importantes e deveriam ser mais bem compreendidos pelas pessoas. O suicídio pode trazer muitas consequências, não só na vida do indivíduo que tenta tirar a própria vida, mas também na vida de todos que convivem com ele. O que quero dizer é que se você, por algum motivo não vê mais motivos para continuar vivendo, deveria buscar ajuda profissional, pois você é muito valioso e tem muita vida pela frente.

Para tudo existe uma solução. Menos para a morte. Uma vez que você alcança o suicídio com eficácia, não terá mais a oportunidade de fazer sua vida valer a pena, de sentir novas formas de alegria, novos sabores, novos amores e novas experiências. Permita-se viver. Como uma sobrevivente, garanto que valerá a pena.

About the Author Carolina Santos

Sou formada em Administração pela UFPE e apaixonada por Psicologia. Lido com a Depressão desde sete anos de idade. Sou apaixonada por leitura e escrita. E meu maior sonho é poder ajudar as pessoas através das minhas experiências de vida. Participem do meu grupo no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1969510996617235/ Lá eu interajo mais com vocês sobre a Depressão Abraço :*

follow me on: