5 dicas para prevenir a Depressão Infantil

Shares

Atualmente, o índice de Depressão em jovens adolescentes cresceu significativamente, causando alerta aos pais e preocupação mundial com relação ao fator suicídio. O que muitos desconhecem é que a Depressão, quando tratada em seu desenvolvimento inicial, pode ser facilmente contida.





A Depressão infantil é mais comum do que imaginam. Grande parte dos indivíduos que sofrem com o problema, apresentam sintomas desde criança, porém só recebem o diagnóstico preciso na idade adulta. Isso acontece porque as crianças não sabem expressar claramente aquilo que sentem. Desse modo os sintomas da Depressão muitas vezes são interpretadas pela criança como características de sua personalidade, e nunca como um problema que precisa receber tratamento. Por esse motivo, os sinais que são emitidos durante esse período deveriam ser notados pelos pais, mas na maior parte dos casos passam por despercebidos.

Nesse contexto, o presente artigo irá expor 5 dicas essenciais para os pais prevenirem o aparecimento do problema em seus filhos. Vale ressaltar que a garantia de que a doença nunca apareça é inexiste, porém, como nossos avós costumavam dizer: “É melhor prevenir do que remediar”.





5 dicas para prevenir a Depressão Infantil:

1. Leve seu filho regularmente ao psicólogo: A partir do instante em que a criança inicia sua vida escolar, e consequentemente a sua vida social, é importante que os pais a levem no mínimo uma vez ao mês para uma consulta com um profissional em psicologia. Isso pode estimulá-las desde cedo a conversar sobre seus problemas e a resolvê-los da maneira correta.

2. Converse com seu filho: Pode parecer até um absurdo esta dica, mas em decorrência de um cotidiano cada vez mais corrido, muitos pais não conseguem dar a atenção devida aos seus filhos. É preciso demonstrar interesse e fazer com que sua criança sinta-se à vontade para conversar sobre qualquer coisa, sem medo de represálias.

3. Cuide da alimentação da criança: Desde cedo é importante ser saudável. Isso não significa que você deva restringir doces e guloseimas, visto que as crianças adoram, mas que garanta que ela receba todos os nutrientes necessários à sua faixa etária. Além disso é importante certificar-se de que a criança está bebendo bastante água.

4. Mantenha-se informado sobre o desempenho da criança na escola: Essa dica não refere-se necessariamente às notas do boletim, mas também à forma como ela se comporta e se relaciona com os coleguinhas. É fundamental estar por dentro de tudo o que ocorre, para que casos como “bullying”, por exemplo, não passem despercebidos.





5. Fique atento a qualquer comportamento diferente: Se a criança torna-se quieta demais e apresenta dificuldade de relacionar-se ou se passa a ficar muito agitada, podem ser sinais de alerta. Se a criança tem frequentes pesadelos ou se demonstra muita raiva, podem ser sinais de que algo está errado. Não vire as costas para nenhum comportamento do seu filho, uma vez que nem sempre fica óbvio quando alguma coisa não está bem.

Manter-se atualizado sobre tudo o que acontece na vida de uma criança não é tarefa fácil, principalmente quando os pais trabalham e passam horas sem o contato com a mesma. Mas a necessidade de tomar algumas medidas preventivas se faz necessário em qualquer caso. Quanto mais cedo a criança for estimulada a conversar sobre seu cotidiano, seus problemas, bem como sobre resolvê-los da forma sensata, menor será a probabilidade dela esconder suas decepções, tristezas ou qualquer coisa que possa ser traumática em sua vida.

Todas essas dicas foram baseadas na vida de uma pessoa que sofreu de Depressão infantil e que infelizmente não recebeu o tratamento precoce. Quando a Depressão não é tratada o mais cedo possível, ela desenvolve-se e pode levar o indivíduo à morte. Em vista disso, não deixe nada para depois. O que você fizer agora, pode salvar a vida do seu filho no futuro.

About the Author Carolina Santos

Sou formada em Administração pela UFPE e apaixonada por Psicologia. Lido com a Depressão desde sete anos de idade. Sou apaixonada por leitura e escrita. E meu maior sonho é poder ajudar as pessoas através das minhas experiências de vida. Participem do meu grupo no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1969510996617235/ Lá eu interajo mais com vocês sobre a Depressão Abraço :*

follow me on: