Psiconlinews
Shares

Saiba por que você não deve sacrificar tudo pelos seus filhos: 5 coisas mudarão a sua maneira de encarar a maternidade

 
Crescer faz parte da vida, assim como é encontrar um amor, se unir com essa pessoa especial, superar todos os obstáculos juntos e se tornarem pais. Mas há algo que muitas pessoas ainda não conseguem entender, especialmente as mulheres que tiveram a alegria de ser mãe. É claro que minha intenção não é atacar ou criticar alguém, mas concentrar a nossa vida nos filhos é um erro cometido com muita freqüência. 





 
Não viva apenas para seus filhos, há milhares de razões para estarmos vivos. Perceba que assim como quando você decidiu deixar a casa onde cresceu para encontrar a sua liberdade, eles também o farão no seu momento; e se você deixar de lado os seus sonhos e os do seu parceiro para se dedicar exclusivamente aos seus filhos, o tempo vai cobrar a conta. 
 
A maternidade não está em conflito com o desenvolvimento pessoal; não é necessário abandonar ou rejeitar os filhos em prol da vida conjugal. Pense bem, e se após o divórcio você achar que a única coisa que faz sentido é se manter lutando por seus filhos, eu a aconselho a colocar especial atenção a estes pontos: 

1. Filhos vêm por empréstimo

 






Os filhos não são uma extensão do pai ou da mãe, são seres independentes. Eles precisam de amor, cuidado e educação quando são jovens, mas aos poucos aprendem que são capazes de tomar suas próprias decisões e escolherem seu próprio caminho. É bonito e gratificante ver seus filhos lutarem suas próprias batalhas e perceber como tomaram o melhor dos nossos ensinamentos para, cedo ou tarde, saírem do ninho e construírem os seus. 
 
Não pense que você é o dono dos seus filhos ou confunda independência com ingratidão, porque eles têm o direito de fazer a sua própria vida e você tem o direito de viver o amor de casal. Portanto, eu aconselho a não deixar a sua essência como mulher, especialmente se você for uma mãe solteira ou divorciada. Não é egoísmo querer encontrar o amor e a felicidade pessoal, aceitar e abraçar o seu desejo de se sentir valorizada e desejada.  

2. Tirar um tempo para si mesma não é egoísmo

 
 
Por que há mulheres que se recusam a satisfazer suas necessidades? Não são só as crianças que precisam de amor, compreensão, proteção e entretenimento. Isso é algo que todo ser humano precisa para viver feliz e cheio de harmonia. Não gaste todo o seu tempo para que seu filho tenha tudo, às vezes dar tudo de “bandeja” é mais prejudicial do que deixá-lo cometer seus próprios erros. 
 
É válido pedir uma ajuda para escapar por um tempo da rotina e sair de casa um pouco; descansar um pouco, fazer um exercício, ler um livro ou fazer alguma atividade que você é apaixonada, não importa se for dentro ou fora de casa; tome a decisão de não se abandonar por ninguém. 





3. Enfrente o ninho vazio

 
 
Quando o ninho estiver vazio, o que você vai fazer? Ele é lamentável para mães que dedicaram toda a sua vida, energia, juventude e força, exclusivamente aos filhos, negligenciando o seu próprio corpo, imagem, necessidade de amor e auto-aperfeiçoamento. Claro que seus filhos precisam de você, mas não se esqueça que o seu marido também precisa de você e você dele. Finalmente, quando todos filhos partirem em busca de seus próprios sonhos, você e seu parceiro terão de enfrentar uma nova etapa em que será essencial que estejam bem como casal. 

4. Eles vão encontrar o seu próprio caminho

 
 
Presumimos que você já tenha encontrado o seu caminho, com o seu parceiro, com o seu trabalho ou na vida, como uma dona de casa; seus filhos são parte desse caminho, mas não o centro do universo. Lembre-se de que eles também vão adorar encontrar suas paixões, suas próprias razões de viver e tentar alcançar seus sonhos. Por que você abandona os seus?

5. Abandonar seus sonhos criará frustrações

 
 
Cada pessoa tem o direito de fazer o que parece ser o melhor para sua vida. Se a sua felicidade está nos seus filhos, essa é uma decisão que não cabe a ninguém questionar, mas considere que os sacrifícios que você faz hoje terá consequências para o resto de sua vida. Eu conheci muitas mulheres que deixaram para trás suas faculdades ou objetivos de carreira para dedicarem-se exclusivamente aos seus filhos e agora, mesmo que não se arrependam, se sentem frustradas e ansiosas para retomar os projetos que colocam de lado pensando “Eu poderia ter feito diferente…“.
 
Viva o seu presente sem negligenciar seus sonhos, a maternidade é uma experiência única que pode ser extremamente bonita, mas sempre tente equilibrar as duas coisas. Não viva apenas por e para os seus filhos!

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on: