O que são feridas de infância: Exemplos e como tratá-las

Share

 

Quando a criança ferida condiciona o adulto

Somos filhos de um relacionamento. Nosso desenvolvimento depende do relacionamento com um adulto que facilit ou dificulta o desenvolvimento de nossas habilidades. A partir desse relacionamento com um cuidador, surgirão adultos mais ou menos competentes.
A qualidade deste acompanhamento resultará em uma lesão menor ou maior na criança que habita em nós.

A ferida da criança condicionará o adulto.





Nossas feridas de infância terão conseqüências em nossa vida adulta se não forem conscientemente saradas ou compensadas. Exemplos de feridas de infância :

  • “Eu percebo que sinto uma grande dor cada vez que vivo o fim de um relacionamento”
  • “Eu penso muito no passado”
  • “É difícil para mim estar sozinho”
  • “Os comentários dos outros me afetam demais”

Às vezes, nossas dificuldades são conseqüências de nossas feridas de infância.

O que a Psicologia nos ensina sobre feridas da infância?

Aprenda a lidar com a transferência e a contaminação.





Como a infância nos afeta na idade adulta tem sido uma questão muito abordada da psicologia. Desde a psicanálise, o fenômeno da transferência foi sempre levado em consideração. A transferência é a maneira como uma situação atual nos conecta a uma situação antiga.
Exemplos de transferência:

“A maneira que Eva me tratava destruiu-me, parecia o bullying contínuo do meu pai”
“Fiquei realmente nervoso no teste de condução e revivi o quão ruim era estar na escola”

A Análise Transacional é chamada de contaminação quando o estado infantil “possui” o estado adulto. Esta contaminação faz com que o adulto perceba e sinta a situação com os mesmos medos, desejos e necessidades da criança que ele era.
Exemplos de contaminação:

“Eu não consegui dizer que eu não queria sair de férias com ela, me senti pequeno e sem o direito de dizer isso”
“Odeio despedidas, sinto que alguém vai partir para sempre”

A criança pode interferir no adulto distorcendo a percepção de situações ou pessoas. Deste modo, a pessoa baseará seu comportamento em sentimentos e pensamentos arcaicos, originários da infância para a situação atual, e não em sentimentos e pensamentos autônomos, relacionados ao seu potencial adulto atual.
Nosso estado infantil é ativado em situações semelhantes ao nosso trauma de infância, e isso toma o poder da situação. Nessas contaminações, a pessoa acredita estar trabalhando com seu EU adulto, mas o poder perspicaz e executivo é tomado pelo EU infantil.

” Meu ex conecta-me ao abandono da minha mãe, não sei o fazer”
” Me indigno diante de qualquer indício de falsidade, eu sempre odiei as mentiras do meu pai”

Como tratar uma ferida de infância

As feridas de nossa criança interior condicionam nossa vida adulta. Às vezes, vivemos situações em que o traumático é atualizado, a antiga angústia encobre o nosso presente. Quanto maior a profundidade da ferida, mais fácil será o fenômeno da transferência e da contaminação.





Cuidar da nossa criança ferida nos possibilita ser um adulto mais saudável e autônomo.

Quando uma pessoa se sente abandonada ou emocionalmente excluída, ela provavelmente está se conectando à sua antiga ferida de abandono e, de repente, uma discussão com o parceiro se transformará na percepção de que ela nunca foi amada. Medo e raiva irão inundá-la, e isso fará com que ela sofra muito.

A criança ferida contaminará inconscientemente o adulto. Mesmo que o meu parceiro me diga que ele só discorda do meu ponto de vista, o EU adulto perceberá com absoluta certeza de que ele não está sendo levado em consideração no relacionamento, e que o amor que dá está sendo pisoteado novamente.

Esse tipo de “possessão” influencia nossa percepção da realidade, e também a nossa expressão. Talvez agora a ira não se dirija mais aos pais, ou surja uma profunda tristeza.

A cura de nossas feridas acompanhados por um psicoterapeuta nos ajudará a limpar o que vivemos na solidão abjeta, e poderá nos libertar dos grilhões do passado que nos impede de viver uma vida mais completa.

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on: