Relato de Isabelle: Vencendo o pânico

Share
Relato de Isabelle
 relato-isabele Relato de Isabelle: Vencendo o pânico - 214 - Relato de Isabelle: Vencendo o pânico
Olá, li um relato sobre síndrome do pânico no site e decidi dar meu depoimento também.
Em um dia como outro qualquer, seguindo a rotina como de costume, fui de carona com minha mãe ao terminal de ônibus, no carro ja me sentia um pouco estranha, um enjoo como se tivesse comido algo que não me fez bem, não dei muita importância e fui para a fila do ônibus, la os sintomas pioraram drasticamente, comecei a suar frio, o coração acelerou, enjoo e um mal estar absurdo, Corri até o banheiro e ainda achando que era algo que eu havia comido tentei por tudo pra fora, em vão. 



Liguei imediatamente pra minha mãe e ela me buscou, porém nos dois dias seguintes ao me arrumar e sair de casa os sintomas retornavam na mesma intensidade, falei com minha mãe e pedi que ela me levasse a um pronto socorro, na minha cabeça tinha a certeza que não poderia ser algo físico pois só passava mal quando saia de casa, apesar de não ficar totalmente bem em casa também.
Chegando na médica ela me disse que eu estava com uma ansiedade comum pois estava em época de provas na faculdade e isso era normal, contestei dizendo que eu já estava no segundo ano de faculdade e que pra mim fazer provas era algo corriqueiro, ao ver meu desconforto com seu diagnóstico ela sugeriu que eu procurasse um psicologo para controlar esta ansiedade.
Sai de la extremamente nervosa, contei tudo pra minha mãe e disse em tom de deboche que se fosse para eu contar meus problemas a alguém e esta pessoa só anotar em um caderninho e concordar eu falaria pra ela mesmo que pelo menos era de graça, quão enganada e preconceituosa era minha visão com os psicólogos naquela época.
Porém por insistência da minha mãe decidi procurar a psicologa, que após uma bateria de perguntas me diagnosticou com algo que mudaria minha vida para sempre, síndrome do pânico, E me pediu para que eu procurasse com urgência um psiquiatra para iniciar as medicações.
Daqueles dias em diante minha vida transformou-se num inferno, tive que trancar a faculdade e abrir mão da minha vida e sonhos em prol de uma doença que simplesmente não me permitia viver, crises que a cada dia me deixavam mais apavorada e com menos vontade de sair de casa, eu que sempre me arrumei vi minha vaidade aos poucos indo embora “se não consigo sair de casa vou me arrumar pra que?”
E foram dias e dias somente indo para a psicologa e no máximo pra psiquiatra, a psicologa me ajudou muito acredito que grande parte da minha cura devo a ela, com seus questionamentos conscientes que nos fazem pensar de uma forma menos critica sobre nós mesmos e sobre a vida em si, até que um dia me deparei no espelho com uma imagem que não reconheci, “aquilo” estava longe de ser o que eu realmente era.
Decidi tomar uma atitude, tentaria sair, nem que fosse um pouco, de casa, dava voltar dentro do condomínio com minha cachorrinha e aquilo pra mim era uma vitória gloriosa, uma alegria que não cabia dentro de mim, “eu consegui”, e aos poucos fui aumentando as distâncias, mudando os lugares…
A cura vem chegando aos poucos, é como diz a música “com passos de formiga e sem vontade”, mas ela vem.
Hoje em dia sou uma pessoa totalmente diferente do que era antes, meus medos bobos desapareceram, meus pré-julgamentos nem existem mais, aproveito muito as alegrias simples da vida.
Consegui me formar e realizar grande parte dos meus sonhos, minha fé triplicou e minha família se uniu muito mais.
Venho hoje deixar minha história aqui para que você que esta passando por isso não desista, acredite que tudo tem um propósito e por mais difícil que possa parecer enxerga-lo agora tenha certeza que você saberá qual é.
Deixo aqui meu imenso agradecimento a estes profissionais de saúde, que acredito serem pouco valorizados, psicólogos e psiquiatras meu eterno agradecimento e respeito por vocês.
Para quem quiser saber mais detalhes tenho um blog sobre o assunto:
  http://blogvencendoasindromedopanico.blogspot.com.br/Descreva a sua experiência de superação ou sobre como está lidando com algum problema psicológico, doença, limitação, etc, e envie para nós para ser publicado aqui em nosso blog. Contar a sua experiência pode ajudar você a desabafar e receber apoio de outras pessoas que também estão passando pelo mesmo problema. Envie o seu relato para: psiconlinebrasil@hotmail.com

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on:

Leave a Comment:

4 comments
Add Your Reply