Sua personalidade pode influenciar o funcionamento do seu sistema imunológico

Shares
sistema-imunológico sistema imunológico - 273 - Sua personalidade pode influenciar o funcionamento do seu sistema imunológico

O modo como a nossa personalidade influencia nossa vida e saúde tem sido cada vez mais objeto de investigação ao longo dos últimos anos. Houve a sugestão de que, por exemplo, ser uma pessoa da manhã ou uma coruja da noite pode revelar muito sobre a nossa personalidade. Mas cientificamente falando, o que nós realmente entendemos por nossa “personalidade”?



A personalidade pode ser definida como um conjunto de traços psicológicos distintos que permanecem relativamente constantes ao longo do tempo e, portanto, moldam a maneira como reagimos ao mundo que nos rodeia. Essas características incluem a extroversão / introversão (quão sociáveis nós somos), neuroticismo (tendência à negatividade) e consciência (que inclui quão cautelosos somos e como fazemos nossos planos). Todos nós sabemos onde estamos nessas várias escalas e como elas afetam o nosso círculo de amizade, a forma de realizarmos o nosso trabalho e até mesmo a forma como lidamos com a adversidade – mas elas podem realmente afetar a nossa saúde?
Em um estudo recente, Kavita Vadhara e colegas correlacionaram diferentes traços de personalidade com respostas imune biológicas – ou seja, como o nosso corpo se prepara para lidar com ameaças ao nosso sistema imunológico. E os resultados de suas pesquisas levaram a alguns insights interessantes sobre como o tipo de personalidade pode afetar o nosso sistema imunológico.





A equipe pediu a 121 estudantes saudáveis para completar questionários de personalidade para avaliar, entre outras características, a extroversão, o neuroticismo e a consciência. Eles também recolheram amostras de sangue para investigarem a atividade de 19 genes diferentes envolvidos na resposta imune inflamatória, bem como genes envolvidos na defesa contra vírus.
A inflamação é uma resposta imunológica que ajuda a combater as infecções do corpo e acelera a recuperação da lesão. Os dois efeitos mais significativos que Vedhara notou foi que a extroversão estava associada ao aumento da expressão de genes pró-inflamatórios, enquanto a conscienciosidade teve o efeito oposto (diminuição da expressão de genes pró-inflamatórios). Os resultados sugerem que os extrovertidos têm uma maior capacidade de lidar com infecções e lesões, mas têm desvantagens no aumento dos níveis de inflamação, incluindo uma maior probabilidade de desenvolver doenças auto-imunes.
Antes de gritar de alegria que a sua personalidade extrovertida combate melhor as doenças, é importante notar que estes resultados são apenas uma observação de uma população de pessoas, e não uma previsão sólida de como um indivíduo irá lidar com a doença. De fato, os genes investigados neste estudo representam apenas uma pequena percentagem de genes importantes na resposta imunológica. É possível que em pessoas introvertidas, altamente conscientes, outras áreas da resposta imunológica podem ser muito mais fortes. Isto continua a ser testado.

O que está influenciando o que?


Uma das perguntas mais interessantes levantadas por este estudo é o que está influenciando o que: poderia o sistema imunológico influenciar o nosso comportamento? Bem possível. Verificou-se que pequenas moléculas chamadas citoquinas são liberadas das células imunológicas e parecem ser capazes de atravessar a barreira sangue-cérebro e, por conseguinte, afetar a atividade das células cerebrais. Por exemplo, algumas citocinas podem influenciar a produção de moléculas importantes do cérebro, tais como a serotonina, e este processo tem sido destacado como importante na depressão.
Não se sabe se as diferenças na expressão dos genes inflamatórios observados entre extrovertidos e introvertidos poderiam estar ligadas na produção de citocinas desta maneira, mas é uma possibilidade interessante.
Seja qual for a causa destas observações interessantes, o estudo Nottingham é um marco emocionante na investigação em curso sobre a relação entre personalidade e saúde, e o papel que o nosso sistema imunológico tem nisso. O fato de que os traços de personalidade podem afetar nossa resposta inflamatória, ou vice-versa, poderia ter um impacto significativo na forma como tratar a doença no futuro.
Fonte: The conversation traduzido e adaptado por Psiconlinews

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on:

Leave a Comment: