O excessivo ”Tempo de Tela” está tornando nossas crianças mais desanimadas, irritadas e preguiçosas

Shares

65 filho - 65 - O excessivo ”Tempo de Tela” está tornando nossas crianças mais desanimadas, irritadas e preguiçosas

A Sociedade Canadense de Pediatria e a Academia Americana de Pediatria recomendaram que as crianças devem ter acesso restrito a dispositivos móveis. Por exemplo, crianças menores de 2 anos de idade nunca deveriam usá-los, aquelas entre 3-5 anos de idade devem ser autorizadas a usá-los apenas uma hora por dia, enquanto que as de 6-15 anos de idade por apenas 2 horas.


Isso ocorre porque as crianças abusam da tecnologia 4-5 vezes mais do que o normal, e isso pode levar a graves consequências para o seu desenvolvimento.

1. O crescimento do cérebro

O cérebro de uma criança cresce em um ritmo rápido, e se não for estimulado pelo ambiente como deveria, por conta da exposição excessiva à tecnologia, como telefones celulares, TV, iPads, Internet, etc,. a criança pode vir a desenvolver déficit de atenção, prejuízos na aprendizagem, atrasos cognitivos e não irá desenvolver a capacidade de auto-controle.

2. Consequências para o desenvolvimento





O uso precoce da tecnologia retarda o movimento da criança e o resultado é um atraso no seu desenvolvimento, o que afeta negativamente a sua alfabetização e rendimento acadêmico. Crianças menores de 12 anos devem ser proibidas de usar muita tecnologia portátil.

3. Obesidade

Uso da tecnologia priva a criança de movimento e atividades físicas, o que leva à obesidade. Esta é a razão por trás do fato de que uma em cada quatro crianças no Canadá e EUA são obesas. 30% delas desenvolvem diabetes e isso significa um maior risco de ataque cardíaco e menor expectativa de vida.

4. Insônia

Cerca de 75% das crianças que utilizam a tecnologia no quarto não conseguem dormir bem por conta disso, o que afeta no seu rendimento escolar.

5. Transtorno Mental

O uso excessivo da tecnologia é a razão por trás de muitos casos de comportamentos problemáticos, déficit de atenção, ansiedade e depressão infantil.

6. Agressividade

Grande parte da responsabilidade pelo estrondoso aumento dos casos de  agressividade infantil é causada pela mídia violenta, pelo conteúdo violento e sexual dos jogos de vídeo game, onde assassinatos e tortura são cenas comuns. Devido a isso a mídia violenta tem sido categorizada nos EUA como um grande risco à saúde pública.

7. Demência

Quando o cérebro da criança é atacado por um conteúdo de mídia de alta velocidade, ela desenvolve déficit de atenção e diminuição da concentração e memória. Isso afeta a sua capacidade de aprender.

8. Vício tecnológico


Pais que fazem uso excessivo de tecnologia se separam de seus filhos. Por isso muitas crianças acabam se apegando à tecnologia, o que resulta no vício tecnológico.

9. Radiação

Telefones celulares foram classificados como possivelmente carcinogênicos (risco de categoria 2B) pela Organização Mundial de Saúde e, portanto, podem ser muito perigosos para o desenvolvimento cerebral de uma criança. O dr. Anthony Miller, da Universidade de Saúde Pública de Toronto até recomendada que deveriam ser reclassificados como 2A (cancerígeno provável) com base em novas pesquisas.

10. Sustentabilidade

Crianças que crescem brincando com a tecnologia não são sustentáveis porque não se desenvolvem plenamente, a fim de se engajarem na sociedade. As crianças são o nosso futuro, por isso devemos criá-las da maneira correta.

A seguir, as orientações para os pais sobre o uso da tecnologia desenvolvida pelo Dr. Andrew Doan, neurocientista e autor de Hooked on Games.

Orientações para o uso tecnológico na infância

Technology-Use-Guidelines filho - Technology Use Guidelines - O excessivo ”Tempo de Tela” está tornando nossas crianças mais desanimadas, irritadas e preguiçosas

Fonte: HealthFoodPlace traduzido e adaptado por Psiconlinews

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on:

Leave a Comment: