O Desamparo Aprendido – Sentimento de impotência e incapacidade

Shares

desamparo aprendido - 8793540 orig - O Desamparo Aprendido – Sentimento de impotência e incapacidade

Muitas pessoas se sentem perdidas, arrasadas e desistem de tentar se recuperar depois que passam por algumas situações difíceis na vida. Algumas dessas experiências são tão pesadas, tão avassaladoras, que se tornam um grilhão que agarra e desencoraja a pessoa, minando qualquer esperança de mudança.


Esta situação é um fenômeno psicológico chamado de Desamparo Aprendido. Consiste em um sentimento de impotência e incapacidade para enfrentar situações, levando a pessoa a se comportar de forma passiva, sem nenhuma possibilidade de ação mesmo quando há oportunidades de sair da situação.

O professor e psicólogo americano Martin Seligman apresentou uma teoria baseada nos estudos realizados na década de 70 (deixando de lado as críticas sobre as experiências com animais, o estudo ajudou muito nas conclusões sobre o comportamento humano).

O estudo foi dividido em duas fases, com três condições experimentais diferentes e em diferentes grupos de cães. Na primeira fase, o cão do primeiro grupo, ficou em um compartimento onde foram administrados choques elétricos nos pés traseiros. Ele poderia parar o choque encostando o focinho em um painel. O cão do segundo grupo, que ficou em outro compartimento, não teve chance de parar o choque. O cão do terceiro grupo, não recebeu nenhum estímulo aversivo.





Na segunda fase do experimento, os cães dos três grupos podiam escapar da situação indo até um compartimento anexo onde eles conseguiriam se livrar dos choques elétricos. Nesta fase, foram observados resultados significativos: o primeiro grupo de cães aprendeu na primeira fase uma forma de parar os choques, por isso, facilmente escaparam da dor fugindo para o novo compartimento. O segundo grupo teve dificuldades para aprender que poderiam escapar da dor, eles haviam aprendido na primeira fase que não poderiam controlar a situação. Havia sido gerado neles um sentimento de impotência ou desamparo aprendido.

Isso também pode acontecer com seres humanos que passaram situações dolorosas e incontroláveis, ​​onde se sentiram fortemente frustrados. Quando uma pessoa sofre uma série repetida circunstâncias, pode desenvolver sentimentos de insegurança e passividade, tendo grande dificuldade para encontrar uma solução, pois aprenderam, erroneamente, que a situação é incontrolável e não há possibilidade de mudança. Este processo psicológico pode desencadear uma depressão.

Situações como maus tratos ou abuso por parte de um parceiro íntimo ou membro da família, bullying (por intimidação), assédio no trabalho, ou repetidas experiências de fracasso, podem gerar esse sentimento angustiante de desesperança ou desamparo.

Mas, então, como superar esta condição?





Infelizmente, como a maioria dos problemas psicológicos, não existe uma resposta simples ou única para essa pergunta, mas, para tentar quebrar este ciclo negativo, certos aspectos são importantes:

. Entender que, situações passadas, são individuais e únicas. Se, em alguma circunstância você falhou ou sofreu algum dano, não quer dizer que isso vai acontecer novamente.
. Evitar situações que acreditamos que podem nos causar algum tipo de dano; afinal, não precisamos provar o contrário.
. Livrarmos da culpa ou do sentimento de inferioridade que pode ter sido gerado nessas situações.
. Dar um novo significado a esses acontecimentos que causaram desconforto, removendo o próprio estigma.
. Evitar o isolamento, buscar o apoio de outros que podem ajudar e, se julgar necessário, procure ajuda de um profissional.

Todo mundo tem direito de cair, de sentir dor e sofrimento, mas também tem o direito de se levantar, de se recuperar, de mudar as circunstâncias na sua vida que está causando um desconforto. Liberte-se dos grilhões e comece de novo!

About the Author Taiz de Souza

Apaixonada por psicologia, se dedica a pesquisar continuamente os assuntos mais atuais e variados relacionados a psicologia a fim partilhar artigos interessantes e confiáveis a todos que apreciam.

follow me on:
1 comment

Comments are closed