O poder do perdão: Saiba por que perdoar vale a pena

perdoar - img 411693403 - O poder do perdão: Saiba por que perdoar vale a pena

Perdoar a quem nos fez mal pode não ser fácil. Mas é um ato necessário para nos libertarmos de rancores, evitar doenças e seguir com a vida.


E por que é tão difícil perdoar? Muitos confundem o perdão com a aceitação de uma injustiça. Mas perdoar não é ser condescendente. Não é, por exemplo, deixar livre um criminoso, que precisa ser responsabilizado pelos seus atos. Perdoar é conseguir libertar-se do seu sentimento de mágoa para com o outro ou relativamente a si próprio. Em algumas ocasiões da nossa vida, deparamo-nos com situações que nos ofendem e magoam, em maior ou menor escala, e, portanto, esta capacidade de perdoar é sempre necessária. E porquê? Quais são as razões para perdoar?


O ressentimento nos desgasta física e emocionalmente. O ressentimento, além de ser cansativo, é um sentimento que leva à depressão, ansiedade ou ataques de pânico, alterações no sistema imunológico, dificuldades cardíacas e outros problemas físicos relacionados com o nível de stress do nosso organismo. Diz-se que “o ressentimento é como a própria pessoa tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra”.

Sabemos que, muitas vezes, tentar esquecer a mágoa, não faz você se libertar. Nesse sentido, perdoar o que aconteceu será a melhor forma de seguir numa direção positiva e superar a situação.

É importante perceber que, de uma certa maneira, a pessoa que não perdoa continua ligada ao seu objeto de ressentimento, pois continua a reviver a situação. Ao perdoar, você pode libertar-se dessa ligação penosa e voltar a viver livremente.

Aceitar e estar em paz com uma situação que ocorreu e nos magoou, e saber que podemos nos desprender dela, dá-nos poder e controle. Perdoar nos mostra que estamos assumindo a responsabilidade pela nossa felicidade, em vez de deixarmos que as ações dos outros determinem as nossas emoções e comportamento.

O perdão é uma decisão! Quando temos a capacidade de perdoar, quando assumimos esta decisão de perdoar, em vez de ficarmos imersos na dor e no ressentimento, estamos a caminhar no sentido de voltar a amar, de encontrar esse amor dentro de nós e nos outros.

About the Author Patrícia Pancoti da Conceição Silva

Sou Psicóloga Clínica, com formação em Terapia Cognitivo-Comportamental. Pós-graduanda em Terapia de Família. Ministro palestras sobre diversos temas na área da Psicologia.

Leave a Comment:

1 comment
Add Your Reply