Psiconlinews
Shares

Estresse, Depressão, Ansiedade e Exaustão mental: Grandes vilões da contemporaneidade

Shares

3caef7fbd6f60ced_Stressed-Girl.xxxlarge_2x1 (1) estresse - 3caef7fbd6f60ced Stressed Girl - Estresse, Depressão, Ansiedade e Exaustão mental: Grandes vilões da contemporaneidade

Dentre alguns sintomas de estresse, depressão, ansiedade e exaustão mental, podemos destacar: Mau humor, irritabilidade, impaciência, desesperança, redução da vida social (Não querer ver pessoas), sensação de exaustão com facilidade (Diminuição da energia), mudanças no sono (Dormir demais ou insônia), mudanças no apetite, perda de interesse por coisas que gostava de fazer, dificuldade de concentração, perda de memória, apatia e problemas estomacais.





Podemos comparar o estresse a um funil. Neste funil escorre nossa energia e nossa vida, que vão se perdendo. Este é o funil da exaustão. O círculo do funil vai reduzindo, vamos abrindo mão de coisas e nossa vida vai se estreitando. Geralmente abrimos mão de coisas que nos revigoram, mas que não colocamos como prioridade em meio a uma rotina estressante e frenética.

Segundo Lazarus, a dinâmica do estresse se dá como um equilíbrio entre demandas e recursos, tanto externos quanto internos. Quando sofremos de estresse as demandas pesam mais, reagimos no piloto automático, sofremos antecipadamente a situações que interpretamos como ameaçadoras. Quanto maior for a quantidade de recursos que tivermos em nossas mãos, maior a probabilidade de reduzirmos e controlarmos o estresse.





O ideal é que passemos a interpretar as situações não mais como ameaçadoras, mas sim como desafios. Perceber que nossa capacidade de enfrentamento é muito maior do que imaginamos e que o monstro não é tão grande e poderoso assim.

Exercício 1: Sugiro que você pare e faça uma lista de coisas que te revigoram e outra lista de coisas que te exaurem.
Exercício 2: Reflita sobre como você pode restabelecer o equilíbrio entre as atividades revigorantes e desgastantes das listas anteriores. Coloque mais atividades revigorantes na sua rotina.
Exercício 3: Se você não puder mudar uma situação desgastante, tente estar plenamente presente e consciente enquanto a executa. Observe os aspectos difíceis do seu dia, suas crenças e expectativas sobre eles e reavalie.





Dedicar algum tempo para encontrar meios de reequilibrar a nossa vida faz com que possamos enxergar crenças ameaçadoras como meros pensamentos sem fundamento. Infelizmente é muito comum que as pessoas usem desculpas para não reequilibrarem suas vidas.

Precisamos cuidar da mente, corpo e espírito. Práticas como psicoterapia, avaliação médica (Medicação, se necessário), exercícios físicos, meditação/respiração são fundamentais para ajudar a reequilibrar e tratar o estresse.

Necessário se faz desacelerar, ficar mais tempo no momento presente. Estamos constantemente com nossos pensamentos voltados para futuro ou para o passado. Ficamos muito pouco no presente. Uma das melhores formas de colocarmos nossa atenção no momento presente é prestar atenção na nossa respiração. Pratique!!

About the Author Aline Cataldi

Psicóloga Clínica e Escolar (PUC/RJ) - CRP: 05/29285 - Mestre em Saúde Mental (UFRJ)- Formação em Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC)- Formação em Entrevista Motivacional- Conselheira em Dependência Química- www.alinecataldi.com.br

follow me on:

Leave a Comment: