Depressão profunda tem cura. Saiba o que é preciso fazer

Shares

depressão profunda - depressao profunda - Depressão profunda tem cura. Saiba o que é preciso fazer

Um sentimento constante de desesperança e desespero é um sinal de que você pode ter depressão profunda, também conhecida como depressão clínica.





Com depressão profunda pode ser difícil trabalhar, estudar, dormir, comer e desfrutar de amigos e atividades. Algumas pessoas têm depressão clínica apenas uma vez na vida, enquanto outras sofrem várias vezes ao longo da vida.

A depressão profunda pode, às vezes, ocorrer de uma geração para outra em algumas famílias, assim como muitas vezes pode afetar pessoas sem histórico familiar da doença. Sua causa não é genética, como muitos acreditam.

O que é depressão profunda ou clínica?





A maioria das pessoas se sente triste em algum momento de suas vidas. Mas a depressão profunda é marcada por um humor depressivo na maior parte do dia, particularmente pela manhã, e uma perda de interesse por atividades e relacionamentos – sintomas que estão presentes todos os dias por pelo menos 2 semanas. Além disso, de acordo com o DSM-5 – um manual usado para diagnosticar condições de saúde mental – você pode ter também outros sintomas. Esses sintomas podem incluir:

  • Fadiga ou perda de energia quase todos os dias;
  • Sentimentos de inutilidade ou culpa quase todos os dias;
  • Concentração prejudicada, indecisão;
  • Insônia ou hipersonia (sono excessivo) quase todos os dias;
  • Perda de interesse ou prazer em quase todas as atividades (chamado anedonia, esse sintoma pode ser indicado por relatos de outras pessoas);
  • Inquietação ou sensação de lentidão;
  • Pensamentos recorrentes de morte ou suicídio;
  • Perda de peso significativa ou ganho (uma mudança de mais de 5% do peso corporal em um mês).

Quem corre risco de ter uma depressão profunda?

Depressão profunda afeta cerca de 6,7% da população dos EUA com mais de 18 anos, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental. No geral, entre 20% e 25% dos adultos podem sofrer um episódio de depressão profunda em algum momento da vida.

A depressão profunda também afeta adultos mais velhos, adolescentes e crianças, mas freqüentemente não é diagnosticada e tratada nessas populações.

As mulheres têm maior risco de desenvolver uma depressão profunda?

Quase duas vezes mais mulheres do que homens têm depressão profunda ou clínica; alterações hormonais durante a puberdade, menstruação, gravidez, aborto espontâneo e menopausa podem aumentar o risco.

Outros fatores que aumentam o risco de depressão profunda em mulheres que são biologicamente mais vulneráveis ​​a ela incluem o aumento do estresse em casa ou no trabalho, equilibrar a vida familiar com a carreira e cuidar de pais idosos. Criar uma criança sozinha também aumenta o risco.

Quais são os sinais de depressão maior em homens?

Depressão em homens é significativamente subnotificada. Homens que sofrem de depressão clínica são menos propensos a procurar ajuda ou até mesmo falar sobre sua experiência.

Sinais de depressão em homens podem incluir irritabilidade, raiva ou abuso de drogas e álcool (o abuso de substâncias também pode ser uma causa de depressão, e não o resultado disso). Suprimir sentimentos negativos pode resultar em comportamento violento direcionado tanto para dentro quanto para fora. Também pode resultar em aumento de doenças, suicídios e homicídios.

O que desencadeia a depressão profunda?

Alguns gatilhos ou causas de depressão profunda incluem:

  • Perda de um ente querido por morte, divórcio ou separação;
  • Isolamento social ou sentimentos de privação;
  • Grandes mudanças na vida – graduação, mudança de emprego, aposentadoria, etc;
  • Conflitos pessoais nos relacionamentos, seja com um outro significativo ou um superior;
  • Abuso físico, sexual ou emocional.

Como a depressão profunda é diagnosticada?





Um profissional de saúde – como um médico psiquiatra ou psicólogo – fará uma avaliação minuciosa. Você pode receber uma triagem para depressão em uma consulta médica regular. O profissional perguntará sobre sua história pessoal e familiar, fará perguntas que identifiquem os sintomas da depressão.

Não há exame de sangue, raio X ou outro teste de laboratório que possa ser usado para diagnosticar depressão profunda. No entanto, o seu médico pode realizar análises de sangue para ajudar a detectar quaisquer outros problemas médicos que apresentem sintomas semelhantes aos da depressão. Por exemplo, o hipotireoidismo pode causar alguns dos mesmos sintomas que a depressão, assim como o uso e abuso de álcool ou drogas, alguns medicamentos e derrames.

Como a Depressão profunda é Tratada?

A depressão profunda ou clínica é uma doença grave, mas tratável. Dependendo da gravidade dos sintomas, o psiquiatra pode recomendar o tratamento com um medicamento antidepressivo. É fundamental também uma psicoterapia para identificar as causas e possibilidades de superação do estado depressivo.

Às vezes, outros medicamentos são adicionados ao antidepressivo para aumentar sua eficácia. Certos medicamentos funcionam melhor para algumas pessoas. Pode ser necessário que o seu médico experimente diferentes medicamentos em doses diferentes para determinar qual medicamento funciona melhor para você.

A depressão profunda pode ter recaída?

A melhor maneira de prevenir outro episódio de depressão é estar ciente dos gatilhos ou causas da depressão profunda (ver acima) e continuar tomando o medicamento prescrito para evitar a recaída. Também é importante saber quais são os sintomas da depressão maior e conversar com seu psicólogo se você tiver algum desses sintomas.

About the Author Psiconlinebrasil

Tudo sobre psicologia e comportamento.

follow me on:

Leave a Comment: